Pedreiro morre após colidir com ônibus da Real na entrada de Serra Branca

Fonte:
De olho no Cariri
Fotos:
Divulgação
Com
suspeita de está embriagado, o pedreiro Sérgio Maria da Costa, de 52 anos e
natural de São João do Cariri, ocasionou um trágico acidente na tarde desta
Quinta-Feira Santa, na entrada de Serra Branca, que acabou por vitimar sua
própria vida. Sérgio vinha em seu carro, um gol branco, invadiu a contramão,
quase colidiu com dois carros pequenos e foi atingido de cheio pelo ônibus da
Real que entrava em Serra Branca e bateu no carro de Sérgio num local conhecido
como a “Curva da Morte”.

Segundo
informações apuradas pelo portal De Olho no Cariri no local do acidente, Sérgio
vinha no sentido Centro/Alto da Conceição quando começou a fazer zig zag na
pista. Ele invadiu a contramão e quase batia no carro de Omar Cascudo,
motorista de um Ágile Preto que entrava na cidade naquele momento.
Omar
conseguiu desviar de Sérgio e logo atrás vinha seu Luís Gonzaga, presidente do
Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Serra Branca. Seu Luís já em cima de
Sérgio desviou a frente do carro e teve a traseira raspada pelo veículo de
Sérgio. Em seguida, vinha entrando na curva o ônibus da Real. Este bem maior e
com menos possibilidade de desvio, freou bruscamente, mas bateu em cheio com o
carro do pedreiro Sérgio da Costa.
O impacto
da batida foi tão forte que o gol deu várias voltas na pista e foi parar na
contramão. Sérgio morreu na hora.
O
motorista Oriel, que há mais de 20 anos trabalha na empresa Real Bus, disse que
jamais tinha se envolvido em um acidente e agradeceu a Deus por não ter
provocado uma tragédia ainda maior. Ao conseguir parar o carro, ele viu que ficou
a centímetros de um poste que fica no meio da curva e por muito pouco não
colidiu com o poste.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.