Implantação de faixas para ônibus no centro de Campina Grande não tem data

Fonte: Jornal da Paraíba
Foto: Henrique Matheus

Mesmo após a implantação da faixa exclusiva de ônibus na avenida Giló Guedes,
mais conhecida como avenida Canal, em Campina Grande, em 2012, que possibilitou
a diminuição do congestionamento de veículos na área, a Superintendência de
Trânsito e Transporte Público (STTP) do município só irá implantar essa mesma
faixa seletiva na avenida Floriano Peixoto, no Centro, após alterações no
entorno central da cidade. A proposta é inicialmente reduzir a quantidade de
tempos nos cruzamentos semafóricos para que os coletivos ganhem mais agilidade
na rota do Centro.

De
acordo com Araci Brasil, gerente de trânsito da STTP, para que a faixa
exclusiva na principal avenida da cidade funcione de acordo com a proposta do
Conselho de Mobilidade, é necessário diminuir o tráfego de passagem pelo Centro
da cidade, e também acabar com as confluências à esquerda em alguns
cruzamentos. Ela ainda disse essas alterações também poderão ocasionar no
fechamento de determinadas vias, o que limitará a circulação de veículos na
área do central.
 
“A
faixa exclusiva da avenida Canal deu certo, mas ainda iremos melhorar o fluxo
naquela área reduzindo o tempo de espera no cruzamento semafórico da rua Quebra
Quilos, onde funcionava o Banco do Brasil. Já a implantação da Floriano
Peixoto, na área do Centro, só será possível quando reduzirmos o fluxo de
passagem nas ruas Maciel Pinheiro e Venâncio Neiva, eliminando as confluências
à esquerda, principalmente na Maciel Pinheiro. Só assim os coletivos ganharão
em agilidade e não irão esperar muito tempo nos semáforos”, disse Araci.
 
A
gerente de trânsito explicou que até o final do ano que vem essas medidas
deverão ser implantadas, uma vez que é preciso tempo para que os condutores se
adequem. Ela ainda destacou que a limitação ao acesso da Maciel Pinheiro é
apenas uma das saídas que podem ser implantadas para estimular que os
motoristas só trafeguem pela área central quando precisarem. Araci ainda
afirmou que a proibição da confluência à esquerda da Maciel Pinheiro para a
Floriano Peixoto também deverá ser proibida, para que o tempo de espera do
semáforo neste cruzamento seja menor.

“Pensamos
em limitar o acesso da Maciel Pinheiro, de quem vem pela Epitácio Pessoa, para
reduzir a quantidade de veículos que cruzam essa rua. A maioria dos condutores
está só de passagem para o Açude Velho, e isso prejudica o tráfego. Com essa
medida, e a proibição da confluência à esquerda na Floriano Peixoto, os ônibus
esperarão menos tempo no cruzamento semafórico, teremos condições de implantar
a faixa exclusiva, e ainda oferecer a ‘onda verde’, que dará mais fluidez ao
longo de toda a avenida”, acrescentou Araci Brasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.