Macapá está entre as capitais sem reajuste nas tarifas de ônibus

Fonte:
Brasil 247
Foto: Divulgação


Dois
terços das capitais brasileiras tiveram aumento na tarifa de ônibus desde 2014,
ano seguinte à onda de protestos pelo Brasil contra o preço das passagens; Das
27 capitais do país, apenas dez não tiveram reajuste – Brasília, Florianópolis,
Fortaleza, Macapá, Manaus, Palmas, Porto Velho, Recife, Teresina e Vitória.

Em
Macapá  desde julho de 2013 o usuário do transporte coletivo paga R$2,10
pela tarifa que era R$ 2,30. O valor foi reduzido pelo prefeito da capital,
Clécio Luis (Psol). A redução tarifária de 9.5% foi possível por causa da
desoneração no Imposto Sobre Serviços (ISS), de 5% para 3%; e na Taxa de
Gerenciamento, 6% para 3%, pagos pelas empresas de transporte coletivo. O
cálculo ainda foi feito com base na redução de 17% no ICMS na compra de
combustível pelas empresas, concedido pelo Governo do Amapá;
e na desoneração do PIS/Cofins pelo Governo Federal.
Em
setembro passado a justiça do Estado negou pedido de reajuste feito pelo
Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros (Setap) que cobrava aumento
de R$ 2,10 para R$ 2,75 . Na ocasião a prefeitura questionou a planilha
apresentada pelo sindicato. De acordo com o município, os custos do sistema
apresentados pelo Setap são abusivos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.