O ônibus pelo retrovisor do progresso – O Flxible da Expresso Brasileiro

Fonte: Revista Auto Bus
Foto: Acervo Tony Belviso


Ele foi o último ônibus estrangeiro importado pelas operadoras brasileiras a
rodar na Rodovia Presidente Dutra. Produzido pela fabricante norte-americana
Flxible, com seu design moderno, e conceito de “Two Level’’ (dois pisos), o
modelo Vista Liner foi adquirido pelo Expresso Brasileiro em 1956 para
concorrer com os GM Coach, da Viação Cometa, na linha São Paulo – Rio de
Janeiro.

Dos
30 comprados, apenas dois foram utilizados, sendo que o restante ficou retido
na alfândega do porto de Santos por muito tempo.
Sua
motorizarão padrão era Cummins, mas os que vieram para o Brasil, a pedido do
EBVL, receberam o bloco da marca Detroit Diesel, modelo 6-71 de 210 cv de
potência.
A
suspensão do veículo possuía um sistema de barras de torção e borrachas chamada
de Torsilastic, promovendo maior conforto. Mas, era necessário fazer um ajuste
em sua catraca, que acabava cedendo, após uma viagem de ida e volta ao Rio.
Este problema crônico só foi sanado quando foram adaptadas as bolsas
pneumáticas de suspensão usadas nos ônibus Scania Vabis.
Legenda
foto
– Com um desenho externo atraente para a década de 1950, o Vista Liner da
Flxible (isso mesmo, sem e) poderia concorrer de igual para igual com os GM
Coach da Viação  Cometa pela Via Dutra de outrora. Poderia!!