Itapemirim diz que comprou 500 ônibus elétricos para operar em São José dos Campos

Empresa afirma ter enviado documentação da compra da nova frota para São José; prefeitura está com processo de rescisão do contrato com Itapemirim por descumprimento

Em nota divulgada pela assessoria de imprensa, a Viação Itapemirim disse que apresentou à Prefeitura de São José dos Campos cópia do contrato de aquisição de 500 ônibus urbanos 100% elétricos para o sistema municipal. A informação é do Diário de Transportes.

A Itapemirim foi considerada vencedora na licitação dos dois lotes operacionais da cidade, mas a prefeitura iniciou processo de rescisão do contrato porque a empresa de Sidnei Piva de Jesus não apresentou comprovação de compra de ônibus no prazo esperado em licitação, que era até 3 de janeiro de 2022.

De acordo com a Secretaria de Mobilidade Urbana de São José, o prazo já dentro do recurso se encerrou na quarta-feira (19).

Nesta quinta-feira (20) deve ser feita análise para verificar se, de fato, alguma documentação válida foi entregue.

A pasta ainda confirmou que foi entregue uma documentação por e-mail em chinês e um contrato de duas páginas com uma representante do fabricante que tem escritório no Rio de Janeiro — Starbus Veículos Elétricos, nome fantasia da Consultores PV Ltda.

Na nota, a Itapemirim diz que os 500 ônibus foram adquiridos na China e representam um investimento de R$ 1 bilhão.

Ainda de acordo com o comunicado, os ônibus são fabricados pela empresa Auto-Shandong Yixing Eletric Auto, que teria capacidade de produção de cinco mil unidades por ano.

Na mesma nota, Piva disse que a compra relatada foi estudada por técnicos.

“O Brasil dá um exemplo ao mundo que estamos prontos a contribuir para o meio ambiente e este exemplo poderá ser multiplicada para cidades do porte de São José dos Campos. Nos últimos meses os nossos técnicos estudaram a implantação deste serviço revolucionário e as curvas de rentabilidade. Analisamos os melhores fornecedores mundiais para um novo mercado que criamos no transporte público brasileiro”, diz trecho da nota.

Fonte: Ovale

, ,
0compartilhamentos

Inscreva-se na nossa newsletter