Cidade de São Francisco expande eletrificação de ônibus com powertrain da BAE Systems

Os desafios para preservação ambiental e eliminação dos gases de efeito estufa têm feito com que, em todo o mundo, mais e mais cidades busquem por um futuro com zero emissões, com frotas de ônibus mais limpas para reduzir as emissões de carbono, melhorar a qualidade do ar e criar uma viagem mais silenciosa para os passageiros. Em São Francisco, na Costa Oeste dos Estados Unidos, a San Francisco Municipal Transportation Agency (SFMTA) encomendou três novos ônibus totalmente elétricos Nova Bus LFSe+ com sistema de transmissão elétrica a bateria Série-EV da para teste na cidade. A metrópole norte-americana possui uma frota significativa de mais de 300 veículos operando com powertrain da BAE Systems, sendo líder na adoção de ônibus híbridos elétricos, desde 2001, e agora está se preparando para uma operação totalmente elétrica.

Os três novos veículos são equipados com sistema de propulsão BAE Systems totalmente elétrico que produz 200kW de potência e 5.200Nm de torque. O projeto e a fabricação do motor e da eletrônica do powertrain da BAE Systems foram realizados em Endicott, Nova York.

Este teste vem na sequência de um número crescente de veículos vendidos pela Nova Bus, todos equipados com os sistemas elétricos da BAE Systems. Além das unidades para São Francisco, em 2021, 15 veículos Nova Bus LFSe+ foram adquiridos pela autoridade de transporte público de Vancouver, TransLink, que foi seguido por pedidos adicionais na América do Norte, incluindo Milwaukee, Wisconsin, e Broome County, N.Y.

A transição de São Francisco para a bateria elétrica

Em 2001, a cidade de São Francisco recebeu seu primeiro ônibus híbridos elétricos, com sistema de acionamento elétrico da BAE Systems. Em 2019, a SFMTA implementou novos ônibus híbridos elétricos com capacidade de emissão zero e sistemas de bateria a bordo de maior capacidade. Hoje, a metrópole já possui uma frota de mais de 300 veículos com powertrain da BAE Systems. Os mais recentes estão equipados com a motorização híbrida diesel-elétrica Series-ER, uma solução que permite desligar o motor a diesel  em áreas designadas e pode funcionar com a mistura de biodiesel B20.

Com a introdução de “zonas verdes” no centro da cidade de São Francisco em 2019 – regiões consideradas com níveis particularmente altos de poluição do ar – nove áreas devem ser percorridas apenas no modo elétrico. Usando a tecnologia de geofencing (utilização do GPS ou RFID para criar um limite geográfico virtual, permitindo que o software acione automaticamente o modo totalmente elétrico), os ônibus trafegam somente com a energia das baterias dentro das zonas verdes e voltam para a motorização a diesel quando saem da área de geofencing. Os veículos Series-ER podem operar em modo totalmente elétrico por até cinco quilômetros de cada vez.

No projeto do trem de força não há ligação mecânica entre o motor diesel e o eixo, com a potência fluindo em série do motor para o gerador, para as baterias e, finalmente, para o motor elétrico. Consequentemente, toda a potência que aciona o eixo vem do motor elétrico. Além disso, o sistema recarrega a bateria por meio de frenagem regenerativa.

A combinação desses recursos permite que o SFMTA reduza as emissões nas áreas mais críticas da cidade sem qualquer infraestrutura de carregamento adicional ou alteração de rota para atender às necessidades de carregamento.  

Crédito da imagem: Arquivo BAE Systems