Conheça os detalhes dos Vissta Buss DD da Prata

Veículos são os primeiros deste modelo a fazer parte da empresa que passou a fazer parte recentemente do Grupo Comporte.

Após ser adquirido pelo Grupo Comporte, o Expresso de Prata inicia a sua renovação de frota e adquire junto a encarroçadora catarinense Busscar, 30 unidades do Vissta Buss Double Decker, os primeiros deste modelo a compôr a frota da tradicional empresa do interior paulista.

Os Vissta Buss DD da Prata possuem os chassis O-500 RSD Bluetec 5 2536 6X2 de 14 metros da Mercedes-Benz e disponibilizam internamente, 56 poltronas, sendo 12 poltronas leito no piso inferior e 44 poltronas executivas no piso superior, que contam com tomadas USB para recarga de aparelhos eletrônicos, porta-copos, descanso para pés e pernas e cintos de segurança. A iluminação interna é toda em LED.

Os novos ônibus oferecem sistema de ar condicionado com dutos individuais, tomadas elétricas, itinerário eletrônico na cor âmbar, geladeira em ambos os pisos, banheiro no piso inferior, luzes de leitura em LED direcionais no porta focos, faróis de neblina, dispenser de álcool em gel, multiplex, além de janelas panorâmicas com vidros colados e cortinas.

Sobre a empresa

O Expresso de Prata nasceu do sonho do pioneiro Angelo Franciscato, filho de imigrantes italianos, em 1927, quando, aos 19 anos, comprou uma jardineira usada e abriu uma linha de transporte de passageiros entre as cidades de Piracicaba e Torrinha.

Como os negócios caminhavam bem, Angelo montou uma pequena oficina, onde começou a fabricar suas próprias jardineiras, auxiliado por seu funcionário, Lázaro de Camargo, com as quais fariam, mais tarde, as linhas Piracicaba – Torrinha, Piracicaba – Porto João Alfredo, Piracicaba – Vila Romana e Piracicaba – Limeira. Em 1933 contava com três jardineiras de 15 lugares cada, sendo duas para o percurso e outra reserva.

Em 08 de setembro de 1934, Angelo inaugurou a primeira linha de ônibus que ligava Bauru a Agudos, Lençóis Paulista, Areiópolis, Aparecida, São Manuel e Botucatu. Neste período, também atendia a linha Jaú – Bocaina. Com o sucesso da linha Bauru a Botucatu, instalou-se definitivamente em Bauru.

Nem mesmo a Segunda Guerra Mundial parou o Expresso de Prata, que usou o gasogênio como solução.

Chegam os modernos ônibus Mercebes-Benz OM-362, “Tremendão”, indo de encontro com a filosofia de investimentos constantes em renovação de frota e tecnologia, presente ao longo de todas as décadas, criando sempre diferenciais de conforto, segurança, pontualidade e inovação.

Neste ano, o engenheiro Alcides Franciscato, recém-formado pela ESALC-USP, com a mesma percepção arrojada de seu pai e incontestável vocação empreendedora, assumiu a empresa, começando uma etapa expansionista que levou à qualidade do transporte do Expresso de Prata muito mais longe, implementando um modelo de gestão que garante, até hoje, excelência em todas as suas linhas, do Oceano Atlântico, passando pela capital paulista, até o rio Paraná, na divisa com o Mato Grosso do Sul.

Em 1958, Alceu Pedro Franciscato, também filho de Angelo, juntou-se à sociedade, sendo um constante apoiador das ações para o crescimento da empresa. Também nesse ano, entrou em operação o primeiro carro com toalete.

Em 2022, o Expresso de Prata passa a integrar o Grupo Comporte, holding tradicional do setor de transporte rodoviário de pessoas e também de encomendas. Integrada ao Grupo, o Expresso de Prata amplia sua visão empreendedora e continua conquistando clientes pela qualidade de seu serviço e atendimento.

Agradecemos a empresa pela recepção a nossa equipe e desejamos sucesso nessa nova fase.

Imagens: Wellington Cadore

0compartilhamentos

Inscreva-se na nossa newsletter