Os ônibus da região metropolitana de João Pessoa: Uma tragédia anunciada

Fonte:
Portal Ônibus Paraibanos

Texto:
Willian Santos

Fotos: Thiago Martins de Souza / Lucas Lima


É bom que o país saiba o que acontece na #Paraíba. Ministério Público e DER já
foram solicitados pela população na região em torno de João Pessoa para
solucionar um caos absurdo no sistema de transporte público. Há décadas a
situação é precária na região. Há décadas reclamações e denúncias surgem ano a
ano em todos os meios possíveis. A imprensa local custa mostrar a
situação. Órgãos públicos e empresas dominam absolutos. A coisa é séria, os
riscos são nítidos, tá na cara de todos, e são ignorados pelos órgãos públicos
na cara de pau. Brincam com a vida de aproximadamente 200 mil pessoas. E agora
começamos a presenciar as primeiras vítimas fatais de todo este descaso. 

Um ônibus lotado, de uma destas linhas da região, a
caminho do distrito industrial de João Pessoa, cheio de operários e
trabalhadores das indústrias locais, capotou. Estranhamente o eixo dianteiro
foi arrancado (coisa incomum neste tipo de veículo). Numa reta, onde a
velocidade não excede os 80 Km. É possível que esta tragédia tenha sido
provocada por falha mecânica de uma frota que circula sem ser fiscalizada. Os
problemas com a frota da região também são nítidos e impossíveis de serem
escondidos: Ônibus com suspensão defeituosa circulam livremente pelas ruas.
Freios, transmissão, pneus deteriorados. Interior em frangalhos, com farpas de
metal expostas, cadeiras soltas, suportes oxidados e — pasmem — saídas de
emergências travadas com arrebites em muitos deles, para que a tampa
simplesmente não se perca, pois os suportes originais já se foram com os mais
de 20 anos de operação.

Carros sucateados, operam super lotados em horários e itinerários incertos,
feitos de acordo com o que convém ao setor de tráfego das empresas. Empresas
que promovem não o transporte público, mas humilhação e constrangimento a quem
se aventura a usar ônibus nesta região em torno da capital do estado. Com
consentimento de todos os governos. Elas tem concessão pública para matar.

As investigações sobre as causas deste acidente serão, certamente, abafadas na
mídia local. As denúncias e solicitações aos órgãos públicos, feitas por anos
através de membros da própria sociedade, comprovam que, sendo este acidente
motivado por falta de manutenção no veículo, não só a empresa envolvida, mas
todos os órgãos públicos tem responsabilidades sobre as 3 mortes ocorridas
hoje. E como isto envolve autoridades de órgãos como o #DER e o Governo do
Estado, além do judiciário local, uma vez que já existe denúncia no MP sobre
tudo e sobre os riscos de uma frota sucateada, então vão empurrar pra debaixo
do tapete o que não puderem jogar nas costas da parte mais frágil (culpando o
motorista, por exemplo).

O que temos aqui é, do ponto de vista moral (pois pode não ser assim do ponto
de vista jurídico), crime. Não apenas pelas mortes, mas por toda negligência e
omissão de autoridades públicas. Crime de máfia, que mantém um sistema de
transporte público deficiente funcionando por décadas, ameaçando vidas de
trabalhadores e estudantes por todo este tempo. E agora começamos a morrer por
isto.

2 comentários em “Os ônibus da região metropolitana de João Pessoa: Uma tragédia anunciada”

  1. Agora uma coisa se os motoristas se unissem e cruzassem os braços destas empresas e linhas, recusando-se a utilizar os veículos sem condição de segurança e higiente limpas (não digo nem de conforto)….as coisas seriam MUITO mas MUITO DIFERENTES

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.