Volvo B10M, o futuro do ônibus

Fonte: Portal Ônibus Paraibanos

Matéria / Texto: Carlos Ferro / JC Barboza

Fotos: Thiago Martins de Souza

Vídeo: Volvo

“O futuro do ônibus” foi o lema de lançamento do B10M,
em 1986, considerado um ícone da marca Volvo em chassis pesados e que ficou
conhecido como o ônibus mundial da marca. Segundo a empresa, o B10M
incorporava, em uma época de poucos conceitos tecnológicos, os mais avançados
detalhes técnicos. Possuía o bloco THD 101 com intercooler e potência de 310 HP
instalado no entre eixos. Construído nas versões 4×2 e 6×2, era equipado com a
caixa de transmissão ZF, com 6 velocidades. Com suspensão pneumática em todos
os eixos, o novo chassi foi uma preferência para os operadores em carroçarias o
tipo high deck (piso alto). 


O B10M foi um desenvolvimento para o segmento
rodoviário, mas em 1994 a Volvo apresenta a sua versão urbana 4×2, com 245 CV e
articulada ou bi articulada com motor de 285 CV.
Produzido até 2003, o chassi marcou época no segmento e
até hoje pode ser visto rodando em empresas pelo país.
Na Paraíba, o chassi Volvo não fez muito sucesso, sendo
a Viação Rio Tinto a principal cliente na versão rodoviária. Uma
extinta empresa São José também teve ônibus adquiridos 0 km com chassi Volvo
B10M, porém acredita-se que como essa empresa pertencia a família Azevedo,
controladora no passado da Rio Tinto, os ônibus com esse chassi, da empresa,
foram os que a Rio Tinto teve.Antes da Rio Tinto, esses Diplomata 350 B10M
passaram pela Sanjotur, que também era do mesmo grupo.

Atualmente ainda se vê ônibus com chassi B10M na
Paraíba, em pequenas empresas de turismo, com particulares e na Viação
Nordeste, empresa potiguar que opera linhas entre o nosso estado com o Rio
Grande do Norte e o Ceará.

Vejam o vídeo:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.