Há décadas, mesmos sobrenomes comandam o transporte urbano na RMR

Fonte: JC Online
Fotos: JC Barboza


O Governo do Estado
finalmente promoveu em 2014 a licitação dos ônibus. O resultado porém não
trouxe surpresas. Empresas que controlam há décadas o gerenciamento do
transporte urbano na Região Metropolitana do Recife (RMR) foram as vencedoras.
Por trás delas, está o peso de sobrenomes como o das família Chaves e
Schwambach, que juntas chegam a comandar quase 50% da frota, com a nova
licitação, e há anos mantém intacta a influência sobre o transporte urbano na
RMR.

Na primeira etapa, os
vencedores da licitação foram o Consórcio Conorte, para operar o BRT Norte/Sul,
e a MobiBrasil, responsável pelo Leste/Oeste. A primeira é formada pelas
empresas Transportadora Itamaracá, de Alfredo José Bezerra Leite, Cidade Alta e
Rodotur, as duas gerenciadas pelos Filizzola.
A família Chaves está à
frente da MobiBrasil, antiga Rodoviária Metropolitana, que comprou a CRT
outrora finada CTU-Recife. Na presidência estão justamente Andrea Chaves e
Niege Chaves, filhas do deputado federal José Chaves (PTB).
A família ainda emplacou
dois lotes da segunda etapa da licitação. Integrada no Consórcio Tejipió, a
empresa do sobrinho do parlamentar, Paulo Chaves Junior, chamada Metropolitana,
ficou com a operação do lote 3. Através da Rodoviária Caxangá, também do
empresário Paulo Chaves, a família também ganhou o lote 6. Os dois lotes somam
uma frota de 796 veículos, o que significa 42% do total dessa segunda etapa
(lotes 3,4,5,6,7).

Os Schwambach são vencedores
dos lotes 3, com a família Chaves, e 7, com o Consórcio Litoral Sul. Esse
último, dividido com a Empresa São Judas Tadeu, atualmente comandada pelo
presidente do Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de
Pernambuco (SETRANS-PE), Fernando Bandeira, é responsável por 54 linhas e uma
frota de 431 veículos. 
Aliás, Bandeira ainda está à
frente das empresas Pedrosa e Transcol, que ao lado da Transportadora Globo
formaram o Consórcio Capibaribe, vencedora do lote 5. Esse opera 43 linhas e
uma frota de 352 veículos. O vereador do Recife, decano da Casa José Mariano,
Carlos Gueiros (PTB), é o proprietário da Transportadora Globo.

O lote 4, responsável pela
operação de 313 veículos, está nas mãos da Expresso Vera Cruz, dos empresários
Francisco e Eduardo Tude de Melo. Com a licitação, caíram fora a São Paulo
LTDA, que faliu, e a Rodolinda Transportes e Turismo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.