Usuários dizem que trânsito está ruim e ônibus atrasam em Mangabeira, em João Pessoa

Fonte:
Portal Correio
Foto: Rodrigo Gomes



Depois das alterações no Bairro dos Estados, os motoristas
de João Pessoa agora reclamam das mudanças no tráfego nas imediações no Mangabeira Shopping,
na Zona Sul da Capital. Além do novo empreendimento, a área bastante
movimentada também recebe obras de um viaduto e passou por mais modificações no
tráfego nessa segunda-feira (8).

O
motorista Jefferson Emanuel Barbosa, de 34 anos, mora no Altiplano e utilizou o
acesso do Mangabeira Shopping para seguir para o Cristo na noite dessa
segunda-feira (8). Ele disse que enfrentou congestionamento e desvios por ruas
muito apertadas. “Foi um sofrimento. Passei 40 minutos preso na fila de carros
aguardando a vez de entrar em um dos desvios, o que exige muita paciência”.

A estudante Jéssica Souto de 23 anos desceu do ônibus, perto do shopping, e
disse que o motorista estava impaciente por causa da demora no trânsito. “Ele estava
preocupado com os horários, reclamando que o acesso àquela área estava muito
difícil, em noite de um feriado”, relatou.

Sobre os atrasos nas linhas de ônibus para Managabeira, a Associação de
Empresas de Transportes Coletivos da Capital (AETC-JP) divulgou uma nota na
tarde desta terça (9), publicada no Correio Debate da Rede Correio Sat, pedindo
desculpas por esse problema e fazendo um apelo para que a Semob analise mais
formas de melhorar o trânsito naquele bairro da Zona Sul.

O superintendente adjunto da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana
(Semob), Roberto Pinto, disse ao Correio Debate nesta terça-feira (9) que as
mudanças são necessárias para garantir a continuidade das obras do Trevo de
Mangabeira e ocorreram sob planejamento conjunto entre a Semob, o Departamento
de Estradas de Rodagem (DER) e a empresa responsável pela construção. Segundo
ele, a Semob tem feito o possível para garantir fluidez no local, com reforço
na sinalização e agentes que orientam sobre os desvios.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.