Prefeitura de Campina Grande abre concorrência para transporte público

Fonte:
Jornal da Paraíba
Matéria / Texto: Walter Miro
Fotos: JC Barboza


A Prefeitura de Campina Grande (PMCG) lançou o
edital para regulamentar o serviço de transporte coletivo no município com
vistas aos próximos 15 anos. As empresas que já atuam oferecendo o serviço na
cidade poderão participar do certame marcado para 9 de fevereiro.

A cidade será dividida em três áreas para a
exploração. Além das empresas, poderão também participar da concorrência
pública os consórcios. Atualmente, Campina conta com 12 linhas de ônibus,
distribuídos em 57 rotas, que transportam em média cerca de 100 mil passageiros
por dia, em duas mil viagens.
 
No ano passado, o Ministério Público ingressou com
uma Ação Civil Pública, exigindo a realização de uma licitação para regularizar
a concessão do serviço na cidade. Diante disso, a PMCG decidiu fazer a
concorrência pública. Segundo o secretário de administração da cidade, Paulo
Roberto Diniz, as licitações terão prazo de atuação de 15 anos, com
possibilidade de renovação por um período de mesmo tempo. “A documentação
exigida para as empresas que pretendem participar da licitação é a apresentação
de certidão negativa de débitos, balanço financeiro e os documentos que atestam
a constituição da empresa”, adiantou.
 
De acordo com Paulo, as necessidades básicas para a
atuação das empresas ou consórcios vencedores são oferecer com eficiência o
serviço de transporte regular de passageiros e possuir experiência com o
sistema de bilhetagem eletrônica, como já acontece em Campina Grande.


“Empresas clandestinas, ou que não ofereçam um
serviço de transporte regular não poderão participar da licitação, até mesmo
por causa da qualidade do serviço que pretendemos disponibilizar para a
população. Também existe a necessidade de que as vencedoras do processo tenham
a frota adequada com equipamentos de acessibilidade, câmeras que realizem o
monitoramento dos próprios veículos, além da existência de um quadro de
funcionários capacitado para prestar um serviço de excelência para a
população”, disse o secretário.
 
INTERESSADOS

Paulo acrescentou que, pelo menos, seis empresas já manifestaram interesse em
participar do certame. O edital está disponível na Comissão Especial de
Licitações da prefeitura Municipal de Campina Grande.

Para as empresas interessadas, o edital custa R$
100,00, e o pagamento deverá ser efetuado na secretaria de Finanças da PMCG.
Após o pagamento, o representante da empresa deverá se dirigir até a Comissão
Especial de Licitações, na rua Doutor João Moura, 528, no bairro São José, e
apresentará o comprovante do pagamento e os dados cadastrais da empresa
interessada para que possa ter acesso ao material.

6 comentários em “Prefeitura de Campina Grande abre concorrência para transporte público”

  1. Acho que as empresas Viação Cruzeiro e Transnacional deveram expandir suas linhas, visto que as mesmas possuem frotas quase 100% acessível e bastante jovem.
    Já as empresas São José (Idalino Transportes) e Borborema, não possuem nenhum veiculo adaptado e contam com frota um pouco velho. Espero que essas empresas renovem as suas frotas, caso o contrarios essas duas empresas deixaram de fazer parte do sistema de tranporte publico campinense.

    1. Acredito que a Borborema ainda ganhe sobrevida, a depender de ajuda das demais empresas. Os usados dela são adquiridos do próprio sistema campinense e ela certamente consegue renovar se não quiser perder as linhas.

      Já Idalino, sem chance. Se faltava um pretexto para cair fora do sistema, ele já existe (a licitação) e não falta mais. Se 2014 marcou a saída da Almeida no metropolitano de João Pessoa, 2015 marca a saída de Idalino do municipal campinense.

    2. Acho que a Idalino não vai abrir mão da sua linha mais lucrativa a "903 são josé da mata". apesar da empresa aparentar falida ela tem os Torinos 2007. Já a borborema esta cheia de viales acabados que ela tentar reformar colocando letreiros eletronicos e pintando as carrocerias. sem falar nas pessimas aquisições que ela fez adiquirindo os urbanuss plus com mais de 11 anos de uso

    3. A Borborema está sem as minimas condições isto é bastante nitido, acho muito dificil ela ter capital suficiente pra renovar a frota e manter os onibus em boas condições, pois os mesmo são uma verdadeira sucata.

  2. A adelino só tem a linha de São José da Mata (não contando a de pocinhos),pois a do mutirão ele já perdeu,pra sorte da população daquela região q conta agora com Cruzeiro e Cabral.espero q São José da Mata ganhe uma nova empresa!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.