Quatro empresas de ônibus disputam licitação do transporte urbano de Feira

Fonte: Acorda Cidade
Matéria: Andrea Trindade
Foto: José Franca Neto


Quatro empresas disputam a primeira etapa da audiência de licitação
para contratação das duas novas empresas que vão gerir o transporte
público de Feira de Santana.


A Lis Transporte e Turismo Ltda. (Camaçari – Bahia), Auto Ônibus São
João Ltda. (Sorocaba – São Paulo), Empresa de Ônibus Rosa Ltda. (Tatui –
São Paulo) e a CG Transportes Urbanos Ltda. (Feira de Santana).

O processo de seleção foi iniciado por volta das 8h30 desta
segunda-feira (16), com seis empresas credenciadas, no entanto duas
foram desclassificadas por não por não apresentarem os envelopes com as
propostas – a Rápido Vale do Sol Transporte e Turismo Ltda. (Botucatu –
São Paulo) e a Global CNZ Transporte Ltda. (Rio de Janeiro).
De acordo com a presidente da comissão de licitação, Adriana Estela
Barbosa, ainda não é possível definir a data do anúncio da empresa
vencedora da licitação para explorar o sistema de transporte coletivo
urbano.
“Iremos rubricar os envelopes com as propostas de preço e as propostas
técnicas e iremos suspender o certame para análise do documento de
habilitação, tendo em vista que são exigidas diversas peculiaridades e
queremos analisar da melhor maneira possível. Fica impossível a gente
prever uma data para término, pois a cada fase as empresas que se
sentirem prejudicadas podem entrar com recurso. Existe um prazo legal
para isso de cinco dias e por esse motivo não podemos prever quando será
encerrado o processo licitatório”, explicou.
Adriana ressaltou que espera ter o resultado da seleção o mais rápido
possível por conta das dificuldades enfrentadas atualmente pela
população que precisa usar o transporte público diariamente.
Segundo ela duas empresas devem explorar o serviço, por meio de dois
lotes. O lote A Norte está orçado em mais de R$ 650 milhões, enquanto o
lote B Sul, está em mais de R$ 622 milhões.

“Para ganhar a licitação, a empresa precisa preencher os requisitos que
foram estabelecidos no edital, salientando que não vai ser somente uma
empresa que vai ganhar, pois temos dois lotes e uma empresa não pode
ficar com os dois lotes. Na proposta, ela precisa informar qual dos dois
lotes ela tem preferência”, disse.

O presidente do Sindicato dos Rodoviários de Feira de Santana
(Sintrafs), Alberto Nery, acompanhou a primeira etapa da licitação e
disse que o sindicato espera que uma empresa que tenha viabilidade
econômica ganhe o processo licitatório.

“Estamos aqui acompanhando para que realmente ganhe uma empresa que
tenha viabilidade econômica de explorar o sistema de transporte público.
Pegamos informações de uma empresa de Sorocaba (SP), ela tem 400
ônibus. Eles fazem o transporte coletivo de lá, então é uma grande
empresa. Tem a Lis que é uma grande empresa, tem uma de Feira de
Santana, que é a CG e tem a Rosa Ltda. que é da cidade de São Paulo e
que o pessoal diz que não tem muita viabilidade econômica, mas vamos
acompanhar e que ganhe a que tenha condições de melhor atender a Feira
de Santana”, assegurou.

O resultado dessa primeira etapa será divulgado nos próximos dias pelo Departamento de Licitação da Prefeitura.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.