Passagens de ônibus: o “calcanhar de aquiles” do prefeito Luciano Cartaxo

Fonte:
Blog do Suetoni
Fotos: JC Barboza



O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PT),
terá dificuldades para explicar ao seu eleitorado o novo aumento das passagens
de ônibus. Este é o terceiro em pouco menos de 12 meses e essas coisas têm
potencial de descontentar a população, principalmente quem se espreme nos
ônibus lotados da capital. Se levarmos em consideração o valor da tarifa em
julho do ano passado, R$ 2,20, e o valor aprovado agora, R$ 2,70, o aumento
acumulado é de 22,7%.

É
muito. A inflação do período, medida pelo Índice de Preço ao Consumidor Amplo
(IPCA), do IBGE, foi de 8,89%. Tudo isso mostra apenas que uma atitude
populista tomada no passado pode trazer grandes dores de cabeça no futuro. Não
custa lembrar que no seu primeiro ano de mandado, em 2013, pressionado pelos
protestos de junho daquele ano o prefeito Luciano Cartaxo baixou o preço das
tarifas de R$ 2,30 para R$ 2,20.
A partir de então, passou a enfrentar a pressão dos
empresários que, em represália, reduziram o investimento na frota, já alvo de
reclamações da população. A pressão foi tanta que, no ano passado, o prefeito
elevou as passagens para R$ 2,35. Isso ocorreu em meados de 2014. Em fevereiro
deste ano, o preço foi novamente reajustado, desta vez para R$ 2,45. E não
demorou para chegarmos ao percentual que passa a vigorar na próxima
segunda-feira, no cabalístico dia 13.

Bem, em um ano, o valor das tarifas de transporte
coletivo de João Pessoa sofreu reajuste de 22,7%. Neste período, o salário
mínimo teve crescimento de 8,8%. Não é preciso avisar que vai ser um prato
cheio para a oposição.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.