Produção de chassis para ônibus inicia 2021 andando de lado

Por Automotive Business – Mário Curcio
Imagem Divulgação

A separação por categorias mostra que os ônibus rodoviários montados em janeiro (334 unidades) recuaram 7,2% na comparação com igual mês de 2020, enquanto os modelos urbanos (1.092 ao todo) anotaram crescimento de apenas 2,4% na mesma comparação.

Os números foram divulgados na quinta-feira, 4, pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). O segmento de ônibus foi o mais afetado pela pandemia por causa da redução do uso do transporte coletivo, que causou o adiamento de renovações de frota.

“Vale destacar que a produção anual ficou na média mensal esperada entre mil e 1,5 mil chassis por mês, dentro da projeção anual de 16 mil unidades”, afirma Gustavo Bonini, vice-presidente da Anfavea.

“O importante é observar o que ocorrerá nos primeiros três meses do ano e em um ciclo completo, incluindo os encarroçamentos”, ressalta Bonini.

Exportações: Ainda piores

Neste primeiro mês de 2021 as associadas à Anfavea enviaram ao exterior somente 251 ônibus, volume 5,6% menor na comparação com janeiro de 2020. A separação por categoria revela o embarque de apenas 57 modelos rodoviários, volume 61,7% menor que em janeiro do ano passado, já bastante ruim por causa de dificuldades comerciais com a Argentina e outros mercados regionais, antes mesmo da chegada da Covid-19.

Mercado interno

As vendas domésticas de chassis de ônibus em janeiro somaram pouco mais de mil unidades, resultando em retração de 31,6% ante janeiro do ano passado, quando foram vendidas 1,5 mil unidades. Vale dizer também que outros anos recentes começaram fracos no emplacamento de ônibus: 800 unidades em 2018 e 1,6 mil em 2019. A Anfavea projeta 14 mil unidades para o mercado interno em todo o ano de 2021 (leia aqui).

– Faça aqui o download dos dados de produção, exportação e vendas domésticas consolidados pela Anfavea

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.