Sem apoio do governo, fretadores protestam em Bauru (SP)

Manifestação ocorre nesta segunda-feira, durante evento do governador Rodrigo Garcia nas Faculdades Integradas da região
WhatsApp Image 2022 05 30 at 09.26.57

Três mil empregos em risco e 20 empresas ameaçadas de cassação. Esses são os argumentos apresentados pela Associação Brasileira dos Fretadores Colaborativos (Abrafrec) para fazer novo protesto hoje em Bauru. A entidade, que representa mais de 200 empresas fretadoras, quer chamar a atenção para a importância de serem tomadas ações concretas para evitar a paralisação das atividades das empresas de ônibus responsáveis pelo transporte fretado de passageiros. O ato ocorre na manhã desta segunda-feira (30), durante o evento Governo na Área, com a presença do governador Rodrigo Garcia e parte do secretariado estadual nas Faculdades Integradas de Bauru (FIB).

WhatsApp Image 2022 05 30 at 09.26.59 1

Essa não é a primeira vez que a classe se manifesta. Desde fevereiro, fretadores lutam contra apreensões irregulares e infundadas da Agência de Transportes do Estado de São Paulo (Artesp) e, por isso, têm acompanhado agendas do governador buscando uma solução definitiva para o problema.

“O estado apenas agenda reuniões, sem nenhum avanço. Ao contrário, a Artesp até intensificou as apreensões irregulares nas estradas. O governador pretende esperar o mercado explodir para oferecer uma solução para os fretados, que continuam sendo apreendidos e ameaçados de cassação por diversas empresas. Mais uma vez, o estado se mantem em defesa dos barões dos ônibus”, lamenta Fernando Rodrigues, vice-presidente da Abrafrec.

WhatsApp Image 2022 05 30 at 09.26.59

Apenas no estado, mais de 20 empresas que realizam viagens por fretamento estão ameaçadas de cassação em razão dos impasses nas negociações com a Artesp. Caso isso ocorra, o prejuízo seria de mais de 3 mil empregos de trabalhadores com carteira assinada perdidos.

0compartilhamentos

Assine nossa newsletter

banner quadrado blog josivandro avelar