Com variação de preços, assentos premium ficam mais baratos que os convencionais

Em algumas das principais rotas do país, viajar em assentos “premium”, como Semi-leito, Leito e Cama, tem se tornado mais barato do que nas categorias de entrada, como Executivo e Convencional. É o que mostram dados entre janeiro e abril de 2022 levantados pelo BuscaOnibus, plataforma que oferece serviço de comparação de preços reunindo informações de 250 empresas de transporte rodoviário do país. 

Na rota São Paulo/Rio de Janeiro (gráfico 1, à direita), os assentos da categoria Semi-Leito foram oferecidos como as opções mais baratas para viajar (valor mínimo de R$ 14,90), além dos assentos Leito (R$ 29,91), segunda categoria mais premium dos ônibus, que apresentaram preços menores do que os da classe Executivo (R$ 37,7). O mesmo aconteceu no trecho Belo Horizonte/São Paulo (gráfico 2, à esquerda), em que viagens de assento Convencional (R$ 49,90) custavam mais do que Leito (R$ 29,90) e Semi-Leito (R$ 34,99).

“Estes exemplos citados mostram que as empresas do setor vêm buscando melhorar cada vez mais a experiência dos viajantes, além de explorarem muito mais a dinamicidade de preços, assim como acontece no aéreo”, comenta José Almeida, CEO e fundador do BuscaOnibus. 

Foi possível até encontrar trechos onde todos os assentos premium, Semi-leito, Leito e Cama, tiveram os melhores preços para viajar (entre R$ 5 e R$ 22), com uma diferença enorme frente às categorias de entrada do setor rodoviário (na faixa de R$ 30). É o que acontece na rota Florianópolis/Curitiba (gráfico abaixo).

“Percebemos que a entrada de novos players no mercado, como Buser e FlixBus, tem influenciado diretamente, pois trazem consigo alta tecnologia de precificação dinâmica e bons serviços aos viajantes, forçando assim as operadoras tradicionais a recuarem seus preços e melhorarem os serviços oferecidos.”, conclui Almeida, do BuscaOnibus.