Tempos aúreos da Patoense desbravando o sertão

Fonte: Portal Ônibus Paraibanos
Matéria/Texto: Marivany Figueiredo
Fotos: Acervo Histórico Paraíba Bus Team

Na foto
ao lado está o grande empreendedor, chamado Hardman Cavalcante, que tinha o faro
comercial e era bem a frente do seu tempo. Nasceu em Taperoá vivendo da
agricultura e ainda na infância muda-se para Patos, onde em busca de melhores
condições torna-se pedreiro e ajuda a construir a catedral da cidade.Na década de 50, com a
popularização da Bicicleta, Hardman junta dinheiro ao longo dos trabalhos como
pedreiro e coloca uma loja da Monark que a partir daí, passa e revendedor
oficial da marca, pelo grande número de vendas.



No início da década de
60, vendo o crescimento da frota nacional com a nacionalização da indústria
automotiva, inaugura a revenda da marca Willys, que com produto principal tinha o
Jeep e a Rural. Tinha duas lojas com uma em Patos e outra em Campina Grande.

Em fins dos anos 60 entra no
transporte rodoviário de passageiros, transporte de combustíveis e postos de
gasolina. Adquire a IPALMA-VIAÇÃO IVAN PALMEIRA da cidade de Patos com linhas
para o sertão e João Pessoa e na década de 70 compra a Viação Batalhão que
detinha linhas para o cariri e Viação Andorinha que tinha sede em Cajazeiras.

A agressividade comercial de
Hardman era impressionante e compra a Transparaíba que originara da
Maranata, tendo esta originada da Gaivota e no início dos anos 80 vende  a
Patoense e Transparaíba á Progresso. A Transparaíba foi vendida em 1995 para a
Guanabara.

Anúncio em jornal da época das linhas e horários da Viação Gaivota
Ônibus da Gaivota

Hardman possuia mais de 10
postos de gasolina e o mais famoso deles é o posto Brasília na entrada de Patos
e atrás do posto onde funciona a energisa, era a antiga garagem da Patoense.



Hardman faleceu em 2003, deixando
um legado de arrojado empresário e com toda certeza uma imensa saudade desses
gloriosos tempos. Se não me engano esse modelo é um Cíferal Líder e a linha de
Patos a João Pessoa  e as pessoas são funcionários da Patoense e
familiares de Hardman Cavalcante.

1 comentário em “Tempos aúreos da Patoense desbravando o sertão”

  1. Minha santa amada parece que to relembrando mia epoca de molecagem, viagei muito de patoense pra minha terra no sertao onde voinha tinha a roça.como eu era o satanas em criança jogava rodela de cana e baga de laramja nos moi de fi di quenga q na rua. Nao gostava de pegar em dia de feira era um moi de vei de catinga de mutreca soltando peido dentro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Vissta Buss DD da Viação Cometa O Ônibus Paraibanos agora é Ônibus & Transporte As novidades da Empresa Líder Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 09/2021 Apache Vip V da Matias Vissta Buss 400 da Cantelle El Buss 320 L da Solazer El Buss FT da Dom Bosco Apache Vip V da Viação Novacap Vissta Buss DD da 1001 Número das vendas e exportações de carrocerias de ônibus – 08/2021 Senior da PB Rio