Neobus New Road N10, enfim, na frota da 1001

Fonte:
Mobilidade em Foco
Matéria / Texto: Carlos Alberto Ribeiro / JC Barboza 
Fotos: Kevin Willian / Flávio Oliveira

A
1001 é a gigante do transporte rodoviário de passageiros no Brasil. Empresa
cujo crescimento ao longo das décadas foi constante conseguiu um feito
impensável, ultrapassou as gigantes Itapemirim, Cometa e Gontijo, ocupando
desde 2010 a posição de líder nacional em tamanho de frota, faturamento bruto
anual, lucratividade e vários outros indicadores contábeis que atestam a
vitalidade e a saúde financeira da empresa. E não é somente ela. Outras
empresas do Grupo JCA (Jelson da Costa Antunes), com sede administrativa na
cidade de Niterói, Rio de Janeiro, também apresentam números invejáveis.

Cometa, Auto Viação Catarinense, Rápido Ribeirão Preto, Mateus, Opção Turismo,
Macaense, Expresso do Sul, SIT Macaé, todas integrantes da holding JCA, são
verdadeiros atestados de excelência em gestão empresarial, ano após ano. A
política de renovação de frota de todas tem sido agressiva, constante e que as
mantém entre as primeiras do Brasil quanto ao índice de renovação e idade média
de frota. Desde mais ou menos o ano de 2010, com o agravamento da situação
financeira da Busscar, ficando impossibilitada de atender grandes pedidos de
encarroçamento de ônibus, a Marcopolo acabou se tornando a fornecedora oficial
do Grupo JCA.


E que cliente. De lá para cá, por cima, mais ou menos 170 ônibus da Marcopolo,
Modelo Paradiso 1050 G7 foram incorporados a frota da Catarinense. Várias
outras unidades dos modelos Paradiso 1200, LD 1600 e 1800 DD também foram
incorporados. Tudo somado, ultrapassou o número de 200 novos ônibus. Outras
aquisições de porte foram feitas para a 1001, Cometa, Opção Turismo e Macaense.
Algo em torno de umas 500 unidades foram adquiridas da Marcopolo desde 2010
pela holding JCA. Há um porém, não visto entre os anos de 2001 a 2010, quando a
Busscar participava ativamente de vendas para as empresas do grupo.

Agora, com a presença massificante da Marcopolo na frota, há um cansaço visual
prematuro. É muito Paradiso nas frotas do grupo, principalmente da versão 1050.
É enjoativo. O passageiro comum, que não sabe diferenciar o produto “ônibus”,
não sabe se está embarcando num veículo novo ou velho. É tudo igual. Se este
passageiro deixar para comprar sua passagem no momento do embarque, e ver lado
a lado um Paradiso G7 e um Comil HD, um Mascarello Roma 370 ou um Neobus N10,
qual ele vai preferir embarcar se os mesmos fizerem as mesmas linhas?
Certamente que vai querer experimentar o ônibus que ele ainda não viajou. E
este ônibus que ele ainda não embarcou pode ser um modelo da concorrente.

Cremos que este pode ter sido um dos motivos da 1001 querer diversificar seus
fornecedores de carrocerias, introduzindo agora os ônibus da Neobus na frota.
Outros fatores podem ser considerados, como menor prazo de entrega, preços,
descontos e condições de pagamento. Outro ingrediente não pode ser desconsiderado,
o de que a Neobus pode ter cedido sem custo inicial as unidades para testes na
1001. Plantar agora para colher depois. Se a direção do grupo gostar, aprovar,
estará aprovado de vez a entrada da Neobus no Grupo JCA. E as vendas
decorrentes do aceno positivo podem se traduzir em algumas centenas de
unidades.

De inicio, as informações repassadas por busólogos, é de que quatro unidades do
Neobus New Road N10 foram flagradas em trânsito neste domingo (31) na rodovia
Presidente Dutra e estão seguindo viagem rumo a Niterói. Dois saíram de
Curitiba as 4h e outros dois as 10h. Vejam como é o rastreamento dos busólogos.
Nada escapa a eles e os veículos foram fotografados em trânsito. Outras
unidades N10 devem seguir na quinta-feira para a garagem central da Cometa. No
total, parece ser 10 o número de ônibus da Neobus que serão incorporados as
duas empresas do Grupo JCA.

A Cometa já tinha testado unidades do N10 e aprovou o modelo, nascendo daí,
possivelmente, o aceno para essa nova rodada de negociação. Este novo cenário
abre a possibilidade de diversificação de carrocerias em todas as empresas do
grupo e busólogos, simpatizantes e clientes das empresas da holding acenaram
positivamente nas redes sociais, dando a entender que foi acertada a aquisição
dos Neobus New Road N10 e que esperam nos próximos meses ter o prazer de viajar
nestes novos ônibus, sinal claro de cansaço visual da vista excessiva dos
Marcopolo Paradiso G7.

2 comentários em “Neobus New Road N10, enfim, na frota da 1001”

  1. Eu viajei no new Road n10 de São Paulo (tiete) para Niteroi RJ no dia 11/11 e achei muito bonito o interior, os bancos, o espaço entre fileiras, motorização e pouco ruído externo.
    Uma excelente aquisição da JCA.

    Bruno

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.