Pela primeira vez, Santa Maria inclui veículos zero na frota do Conde

Fonte:
Portal Ônibus Paraibanos
Matéria
/ Texto: Josivandro Avelar

Foto:
Thiago Martins de Souza


Lá se foram 15 anos desde a última vez que a frota do Conde vira um carro zero
quilômetro, com as primeiras unidades do Viale, um modelo até então lançamento
da Marcopolo e que a Boa Viagem fora a primeira a comprar junto com a Roger,
então operadora do sistema de Cabedelo. O mundo deu voltas, as duas operadoras
hoje integram o mesmo grupo empresarial com outros nomes, e os sistemas intermunicipais
começam a sofrer mais seriamente com a concorrência do transporte alternativo.

Desde
os Viales, nunca mais a linha do Conde vira um carro zero. Foram sempre
remanejamentos da frota municipal da Boa Viagem até aquisições de carros usados
do Rio ou de Fortaleza, como no caso dos Turquesas. A qualidade da frota caiu
muito de uns tempos para cá. Foi nesse meio período que a BV adotou o sistema
de bilhetagem seccionada para sua linha de Cruz das Armas.
 
Em
2010, quando o Grupo A.Cândido assumiu a Boa Viagem e a rebatizando de Santa
Maria, precisou reestruturar por completo a frota do Conde, que estava em
condições piores que as do sistema municipal. Diferente da frota municipal onde
pouco se salvou, nada da antiga Boa Viagem pôde ser aproveitado na frota do
Conde. Todos os quase 14 carros da frota foram substituídos provisoriamente por
ônibus ex-Transnacional e Reunidas, para só depois serem trocados em poucos
meses pela frota definitiva já ostentando o layout da empresa: 12 CAIO Foz
Super, oriundos da Novacap, do Rio de Janeiro.
 
Quatro
anos depois, a Santa Maria iniciou o processo de substituição dos Foz Super,
visando oferecer mais conforto e velocidade de renovação de frota. Substituiu
cinco de seus Foz Super por Spectrum City, oriundos também da Novacap.
 
Mas
não parou por aí. Lembram das primeiras unidades do Torino 2007 adquiridas pela
Santa Maria? Pois bem, essa é a segunda etapa da renovação do Conde. Os
veículos que vieram da fábrica com os prefixos 06056 e 06064 tiveram os
prefixos trocados na garagem para 5312 e 5313.
 
A
compra era destinada a renovação desse setor, o que explica o fato dos carros
terem vindo sem o posto do cobrador. Além disso, é a primeira vez que ônibus
adaptados são incluídos na frota do Conde. Todos os veículos possuem 3 portas
(porém somente a do meio e dianteira serão empregadas devido a modalidade de
bilhetagem seccionada) e 3 letreiros (1 frontal, 1 auxiliar e 1 lateral). Os
veículos são encarroçados no chassi OF-1721 Bluetec5, da Mercedes-Benz.
 
A
inclusão de veículos zero na frota do Conde confirma a tendência da Santa Maria
de investir melhor nesta área, visto que tem crescido a demanda para a cidade
do Conde, seja no transporte diário de seus cidadãos de lá até João Pessoa,
seja no fator turístico, já que tem sido comum ver turistas utilizando ônibus
para ir até a cidade. No Conde estão as praias mais badaladas e famosas do
Litoral Sul, como Tambaba, Jacumã, Coqueirinho e Carapibus.
 
Os
veículos atendem as linhas 5301-Jacumã e 5302-Conde (esta última linha sempre
existiu, porém nunca havia empregado a numeração 5302 na SM).
 
A
tendência é que a linha 5305 (Jacumã/PB-008 via Mangabeira) também seja
renovada, visto que também tem trajeto abrangente às praias e registra demanda
em crescimento. Ou seja, os carros 06062 e 06063, vistos na Marcopolo Rio no
início do mês, podem receber nova numeração.
Investir
melhor em suas linhas intermunicipais é a estratégia da Santa Maria para melhor
servir aos passageiros. O Conde merece.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.