Caminhos para o futuro na Paraíba

Fonte: Volare
Fotos: Divulgação

As
escolas são as verdadeiras oficinas da humanidade. É muito difícil um ser
humano sem completo sem ter passado por ela, sem a socialização que ela
proporciona e sem os aprendizados de um mestre. O problema é que, em muitas
cidades deste nosso Brasil gigante, ainda é um desafio chegar até a porta da
sala de aula, literalmente.

Esse,
no entanto, já não é mais o caso dos alunos da Paraíba, que agora contam com um
transporte escolar de qualidade. Em três anos, o Governo do Estado adquiriu e
distribuiu para os municípios 585 veículos, 162 deles Volare, modelo V8L,
especial para áreas de difícil acesso. Essa aquisição foi possível por meio do
programa “Caminhos da Escola”, que tem como objetivo qualificar o
sistema de transporte oferecido aos estudantes.
 
Antes
dos novos veículos serem entregues, o transporte em muitas localidades era
feito por caminhões, os chamados paus de arara, sem qualquer comprometimento
com a segurança dos passageiros. A parceria estabelecida entre o Governo do
Estado e as Prefeituras agilizou o processo de distribuição e garantiu uma
gestão pública integrada, em que dois entes federativos (Estados e Municípios)
compartilham as demandas e atuam coletivamente nas soluções.
 
Aqueles
que facilitam o acesso à escola, fecham prisões
 
De
acordo com o gerente da Assistência Escolar Integrada, Alexandre Lemos de
Barros Moreira, o programa atende ás 808 escolas do Estado e transporta cerca
de 50 mil alunos da rede estadual e 83 mil da rede municipal, totalizando em
média, 134 mil estudantes atendidos.

Para essa aquisição o Governo do Estado investiu mais de R$ 88 milhões e, além
disso, repassou por meio de convênios com os municípios aproximadamente R$ 48
milhões, destinados à manutenção e contratação de veículos para a ampliação desse
atendimento.
Para
muitos paraibanos ficou mais fácil ir e vir da sala de aula, aprimorando seus
conhecimentos. Assim, a Secretaria de Estado de Educação ampliou as
possibilidades de frequência dos estudante e minimizou os impactos da
desistência. Hoje é possível dizer que o investimento teve o retorno esperado,
assegurando a permanência na escola, proporcionando segurança na locomoção e
tranquilizando os pais, por saberem que seus filhos tem um transporte digno e
seguro nos caminhos de um futuro melhor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.