Novos trens operam a partir de 2 de fevereiro na Grande João Pessoa, com segurança reforçada

Fonte:
Portal Correio
Matéria / Texto: Halan Azevedo
Fotos: Diego Nóbrega



Com o fim da fase de testes e adequação dos equipamentos os dois primeiros trens do sistema de Veículos Leves Sobre
Trilhos (VLTs), da Grande João Pessoa devem começar o
transporte comercial de passageiros a partir do dia 2 de fevereiro. A previsão
é de que as novas composições transportem cerca de 600 usuários a cada viagem e
a informação foi confirmada nesta terça-feira (20) pela Companhia Brasileira de
Trens Urbanos na Capital.

Terminada
no sábado (17), a fase de testes verificou o funcionamento dos freios, motores,
amortecedores das duas composições iniciais, além dos trilhos e altura das
plataformas. Segundo a assessoria de comunicação da CBTU, tudo está pronto para
que os VLTs entrem em operação comercial.

De acordo com a assessoria, os testes práticos foram feitos apenas na primeira
composição, sendo replicados todos os ajustes no segundo VLT. A entrega da
terceira composição está prevista para antes do dia 15 de fevereiro, entrando
em operação menos de uma semana após a montagem.
“Todos
os testes iniciais foram finalizados no sábado pela montadora dos VLTs. A
partir de agora, faremos testes corriqueiros, fora do horário de operação da
frota atual, para manutenção e preparação da operação comercial das novas
composições. Caso ajustes sejam necessários, serão realizados de maneira
rápida. A previsão é de que eles entrem em operação já no dia 2 de fevereiro”,
informou a assessoria.

Campanhas educativas para evitar a depredação dos novos trens devem ser
realizados pela CBTU ao longo do mês de fevereiro. Segundo a assessoria da
Companhia, em cada composição, um segurança fardado deverá fazer a segurança
dos passageiros.
“Temos
a câmera de ré que vai ajudar e também seguranças fardados dentro dos carros.
Se alguém for pego promovendo depredação, o maquinista está autorizado a parar
a composição para que o segurança possa identificar o responsável e levá-lo à
delegacia”, disse.

As tarifas devem permanecer com o mesmo preço das atuais, R$ 0,50. A manutenção
é garantida pelo governo federal através de subsídios inseridos no preço das
passagens.

A entrega das outras seis composições dos VLTs está prevista para ser encerrada
até dezembro deste ano. As plataformas atuais devem passar por reforma para
melhor se adequarem as operações dos novos trens, mas o início das obras está
previsto para 2016.