Trampolim da Vitória renova com Comil Svelto zero quilômetro

De Ônibus Paraibanos
Por Josivandro Avelar
Fotos Dairton Corradi

IMG-20170926-WA0110

Após quase quatro anos sem renovações com ônibus zero, a Trampolim da Vitória, empresa que faz linhas metropolitanas ligando Natal a Parnamirim, São Gonçalo do Amarante e Macaíba, finalmente voltou a comprar ônibus zero quilômetro.

A escolha da Trampolim foi pelo Comil Svelto. As 10 unidades encomendadas pela empresa são encarroçadas no chassi 17-230 OD da Volkswagen. Já estão prontas as unidades 710, 713, 718 e 719.

As unidades possuem três portas, sendo a do meio equipada com elevador para cadeirantes, além de letreiros frontal e auxiliar da marca Mobitec de cor âmbar.

Componente do Grupo Itamaracá, de Pernambuco, a Trampolim da Vitória completa 20 anos em maio do próximo ano. A empresa foi fundada em 19 de maio de 1998, como resultado da cisão da Viação Cidade do Sol.

22008440_1473262472708955_8733098533163393105_n

De onde vem o nome?

O nome “Trampolim da Vitória” é uma referência histórica da participação de Natal na história da Segunda Guerra Mundial, quando a cidade abrigou uma base aérea norte-americana, em território onde hoje está Parnamirim (a cidade se emancipou de Natal em 1958). Fazia referência a base de um triângulo entre Parnamirim, o norte da África e o sul da Europa, no que os norte-americanos o chamaram de Trampolim da Vitória. Na base os aviões de guerra norte-americanos reabasteciam para partir para o front.

A base norte-americana foi chamada Parnamirim Field, e é a atual base aérea de Natal, tendo abrigado também o Aeroporto Internacional Augusto Severo, que até a inauguração de um novo aeroporto em São Gonçalo do Amarante em 2014, foi o principal terminal de passageiros da capital potiguar.  O nome Parnamirim Field, por curiosidade, foi adotado justamente por uma empresa que surgiu de uma outra cisão na própria Trampolim da Vitória.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.