Turp Transporte é eleita referência em programa de manutenção da Mercedes-Benz

Com o conceito “garagem de portas abertas”, a Turp Transporte sinalizou interesse em participar do projeto piloto, desenvolvido pela Mercedes-Benz, no ano de 2018

A Mercedes-Benz elegeu a empresa de ônibus Turp Transporte, como referência no Programa Consultoria Gerencial em todo o Brasil. O projeto investe na manutenção preditiva dos coletivos, antecipando e desenvolvendo soluções que evitem o surgimento de qualquer falha em máquinas e equipamentos. A parceria entre a montadora e a Turp geraram resultados satisfatórios, como a diminuição do índice de falhas dos ônibus em Petrópolis, eficiência e melhora no desempenho dos coletivos, além de ações de avanços na própria fabricação dos novos modelos.

Com o conceito “garagem de portas abertas”, a Turp Transporte sinalizou interesse em participar do projeto piloto, desenvolvido pela Mercedes-Benz, no ano de 2018, compartilhando informações sobre a operação dos seus ônibus, em busca da melhoria contínua na prestação do serviço ao cliente. Após resultados de avaliação, a operadora recebeu, nesta semana, técnicos e gestores da Mercedes, em Petrópolis. Representantes da montadora, localizada no México, estiveram na Turp acompanhando de perto todos os procedimentos, para implantação do projeto não somente no México, como também no mercado internacional.

“A Turp foi necessária para o desenvolvimento do conceito de consultoria gerencial, onde o diálogo acontece entre a fábrica, a concessionária e o cliente. Em um programa composto por 10 fases, trabalhamos pontos importantes como o planejamento, a ação corretiva, checagem, implantação de ações, desenvolvimento, eficácia e monitoramento dos conceitos aplicados, além da performance do produto final, onde ouvimos todas as partes envolvidas, desde o fabricante ao cliente, para entender o que, de fato, foi produtivo durante a ação”, explicou Edgar Carlos Fernandes, coordenador de pós-vendas da Mercedes-Benz.

Nos últimos três anos, a Turp renovou 42% de sua frota operante no município, com veículos totalmente novos, zero quilômetro. Ainda assim, a operadora permaneceu identificando pontos de melhoria, através do cruzamento de informações entre os setores de manutenção, compras, suprimentos e monitoramento da empresa, fazendo com que a fabricante tivesse acesso aos dados, sendo acionada para apurar e identificar os possíveis motivos.

“Ter um consultor ouvindo as necessidades da empresa faz toda a diferença. O engajamento foi fundamental para o desenvolvimento dos resultados. Identificamos os principais desgastes e sugerimos ajustes. Passamos a nossa percepção para possíveis melhorias no processo de fabricação dos veículos e estamos recebendo todo o suporte específico para o nosso campo de atuação”, pontuou Jean Moraes, diretor da Turp Transporte.

De acordo com a empresa de ônibus, nos quatro primeiros meses deste ano, foi constatada uma série de melhorias nos veículos, com destaque para a diminuição das falhas relacionadas à correia do alternador e problemas com baterias, sistema de arrefecimento e de transmissão, além do consumo do diesel, com instruções operacionais teóricas e práticas. O trabalho se estende também para o consumo e a qualidade das peças, com a finalidade de propor matéria-prima que acarrete em desempenho de vida útil superior e mais qualidade aos coletivos.

“Através do levantamento interno, identificamos elementos que apresentavam falhas ou inconsistências, principalmente, em razão das características geográficas e topográficas do município de Petrópolis. O mais interessante foi poder ver a Mercedes desenvolvendo soluções, por conta das nossas constatações, para atender as necessidades específicas da Turp Transporte. Estamos satisfeitos com o resultado do trabalho feito em equipe”, contou Paulo Calheiros, gerente de manutenção da Turp Transporte.

Fernando Quintão da Silva, consultor de pós-venda da Mercedes-Benz elogiou a participação da operadora de ônibus no processo de consultoria. “O entendimento e envolvimento da empresa foram fundamentais, uma vez que a Turp acatou com humildade as orientações emitidas pela fábrica, facilitando ainda mais todo o desenvolvimento do projeto, através da disponibilização de sua equipe técnica. Nós entramos com a metodologia, onde o entendimento do cliente foi extremamente importante, para que hoje, a empresa se tornasse referência no assunto. Um bom exemplo disso é que, antes do programa, havia o registro de uma falha a cada 14 quilômetros. Agora, o mesmo registro é identificado somente a cada 24 quilômetros”, concluiu.

Fonte: Setranspetro

, , ,
0compartilhamentos

Inscreva-se na nossa newsletter