Vereador pede demolição da antiga rodoviária e garagem da Viação Itapemirim no Espírito Santo

Área que está abandonada desde 2015 foi desapropriada nos último meses e agora pertence a Prefeitura de Guarapari.
Image

O vereador Rodrigo Borges (Republicanos) protocolou na tarde de ontem (12) a solicitação para que o Ministério Público do Espírito Santo, através da Procuradoria de Guarapari, intervenha para a demolição das estruturas que eram utilizadas pela Viação Itapemirim como garagem e terminal rodoviário do balneário capixaba. A solicitação foi recebida pelo 2º Promotor Cível de Guarapari, Otávio Guimarães de Freitas Gazir, que instaurou a Notícia de Fato Nº 2023.0025.8588-64.

No mês de agosto, o Ônibus & Transporte noticiou que a Prefeitura de Guarapari pretende transformar a área em um espaço multidisciplinar para o município, a ser utilizada para promoção da Saúde, Educação e Comércio. Porém o espaço localizado no bairro Muquiçaba, ponto central da cidade, segue sem utilização desde 2015, quando o local deixou de ser utilizado pela Viação Planeta que alugava a área referente a garagem e a rodoviária foi transferida um novo local próximo da BR-101.

Desde então o local é utilizado para uso de entorpecentes, abrigo para moradores de rua e como refúgio para criminosos que cometem roubos e furtos na região e se escondem no local. Além disso, o local é usado também para que essas pessoas mantenham relações sexuais, como ponto de prostituição.

“Eu estive aqui após uma denúncia que moradores de rua tinham pulado o muro da escola ‘Terezinha’ ao lado. Antes de ir ao Ministério Público eu fui na Prefeitura, que me informaram que esse móvel não era particular e sim público. Isso é verdade, a quatro meses atrás a Prefeitura desapropriou este imóvel, ela tem a emissão da posse e diante disso pedi ao Ministério Público que intervisse para a demolição do imóvel o mais rápido possível.”

Rodrigo Borges (Republicanos), vereador de Guarapari, no Espírito Santo.

A Prefeitura de Guarapari realizou a desapropiação do terreno através do Decreto Nº 487, de 14 de julho de 2023 e que foi retificado através do Decreto Nº 620, de 13 de setembro de 2023. Sendo então de responsabilidade da Prefeitura a manutenção e o zelo pelo local.

Imagens: Elizar Maciel Soares, Google Maps, Divulgação/PMG e Divulgação/MP-ES

, , , , , , , , , , , , , , , , ,

Receba os posts do site em seu e-mail!

Quando uma matéria for publicada, você fica sabendo na hora.