Governo do Espírito Santo assume os custos e anúncia fim do pedágio a partir do dia 22

Projeto enviado para análise da Assembleia Legislativa prevê a interrupção da cobranças às 00h do dia 22 de dezembro.
Image

O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), anunciou, nesta segunda-feira (11), o fim da cobrança de pedágio na Ponte Deputado Darcy Castello de Mendonça (Terceira Ponte) e na Rodovia do Sol (ES-060), a partir da meia-noite do próximo dia 22 – data em que se encerra o contrato com a atual concessionária. A gestão das vias passa a ser de responsabilidade exclusiva do Estado, por meio da Companhia Estadual de Transportes Coletivos de Passageiros do Estado do Espírito Santo (Ceturb-ES).

Em coletiva de imprensa, o governador explicou que o Governo do Estado vai manter os serviços e também dar continuidade aos investimentos na via. “Temos uma obra que foi feita há 25 anos e pela qual os capixabas já pagaram. Hoje o Estado é organizado e com contas equilibradas. Os equipamentos já estão pagos, por isso decidimos por não sobrecarregar a sociedade com mais pedágios”, explicou.

“Tomamos a decisão com base no custo da operação, que permite que a gente assuma a gestão da via. Nesta terça-feira [23], abrimos o edital da contratação de serviços e o Estado assume toda a operação. A Fipe [Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas] está fazendo estudos para que a gente possa fazer o trevo de Ponta da Fruta e a ampliação da Ciclovia da Vida até Guarapari.”

Renato Casagrande, Governador do Estado do Espírito Santo.

A Ceturb-ES vai conduzir o processo de licitação para a contratação dos serviços necessários à gestão da ponte e de trecho da rodovia. Em breve, será publicado o edital para a contratação dos serviços de manutenção preventiva e corretiva de instalações elétricas e pontos de iluminação pública da Terceira Ponte, Ciclovia da Vida, acesso às Praças de Pedágio e do Serviço de Auxílio ao Usuário (SAU).

“O sentimento do capixaba é que essa concessão durante 25 anos cumpriu o seu propósito e não tem sentido continuar cobrando pedágio com a operação do sistema sendo 100% pública. Compartilhamos essa notícia hoje com a população. Faz todo sentido, tendo um Estado e um Governo equilibrado e organizado para poder dar bons resultados e notícias aos cidadão que utilizam a ponte e toda a rodovia. E vamos à diante, aperfeiçoando o sistema, mantendo a qualidade e com projeto de expandir a Ciclovia da Vida até Guarapari.”

Ricardo Ferraço, vice-governador e secretário de Estado de Desenvolvimento.

Também participaram o secretário de Estado de Mobilidade e Infraestrutura, Fábio Damasceno, e o procurador-geral do Estado, Jasson Hibner Amaral.

Imagem: Reprodução/Semobi

, , , , , , , , , , , , , , ,

Receba os posts do site em seu e-mail!

Quando uma matéria for publicada, você fica sabendo na hora.