Três anos sem a São Luiz/Falcão Real

Empresa teve as linhas cassadas pela Agerba.
Image

Há três anos, em dezembro de 2020, os ônibus da São Luiz e Falcão Real deixavam de circular nas rodovias baianas. Era o capítulo final de um dos maiores e mais antigos grupos de transporte intermunicipal da Bahia.

A AGERBA cassou as linhas das duas empresas, após acolher diversas reclamações de usuários, a cerca do serviço oferecido por ambas. Após isso, abriu uma licitação emergencial para definir quem ia suubstituí-las definitivamente. Qualquer empresa interessada deveria apresentar uma outorga pelo lote que quisesse concorrer.

As 36 linhas foram divididas em dois grandes lotes; o primeiro era para os itinerários que servem a Senhor do Bonfim, Juazeiro e região. O segundo contemplava às linhas de Jacobina. A licitação definiu, por meio de maior valor ofertado por lote, a empresa Rota como vendedora do lote 1 e Transoares do lote 2.

A São Luiz tinha mais de 60 anos de fundação e foi uma das pioneiras no transporte intermunicipal baiano. Por muitas décadas era a responsável pelos deslocamentos de linhas do sertão e parte da chapada rumo a Salvador. A Falcão Real foi criada na década de 2000, como uma subdivisão da São Luiz.

Imagem/texto: Ícaro Chagas

, ,

Receba os posts do site em seu e-mail!

Quando uma matéria for publicada, você fica sabendo na hora.