Retrospectiva: como a LATAM ampliou o acesso à aviação no Brasil em 2023

São 9 entregas que reforçam o compromisso da empresa com o País durante todo o ano
Image

A LATAM celebra 9 entregas durante o ano de 2023 que reforçaram o seu compromisso com o Brasil. A companhia é a aérea que mais adicionou assentos ao mercado brasileiro desde a pandemia de Covid-19 e, em 2023, a sua capacidade no Brasil (equivalente a quantidade de assentos colocados à venda) cresceu 9% na comparação com 2019 (antes da pandemia). Isso em um período em que o restante do setor aéreo reduziu a oferta de assentos em 3%. Em 2019, a LATAM tinha 32% do total do mercado aéreo doméstico no Brasil. Hoje, chega a 40% (dados da ANAC).

Atualmente, a LATAM voa para o seu recorde de mais de 50 destinos brasileiros, é a companhia aérea que mais conecta o Brasil com o mundo, tendo investido para tornar a sua operação mais sustentável e a experiência do cliente cada vez mais fácil, rápida e segura. Em retrospectiva de fim de ano, confira abaixo as 9 principais entregas da empresa no Brasil em 2023:

1. MAIS VOOS DOMÉSTICOS: A LATAM é a companhia que mais adicionou assentos na aviação brasileira em 2023. Na operação doméstica no Brasil, a LATAM tem hoje a maior malha aérea da sua história no País, com voos para mais de 50 aeroportos no território nacional. Foram quatro novas rotas domésticas inauguradas apenas em 2023 (Guarulhos-Passo Fundo, Guarulhos-Sinop, Galeão-Porto Seguro e a sazonal Galeão-Caxias do Sul). A companhia também ampliou o seu codeshare com a Voepass, que oferece aos clientes da LATAM acesso a outros 26 destinos brasileiros, principalmente em aeroportos regionais. Ao todo, a LATAM vendeu 350 mil bilhetes regionais da Voepass em 2023.
 

2. MAIS VOOS INTERNACIONAIS: A LATAM é a companhia aérea que mais transporta passageiros ao Brasil, com voos próprios a partir de 90 aeroportos no exterior. Em 2023, inaugurou voos diretos para o Brasil a partir de Joanesburgo (África do Sul) e Los Angeles (EUA) e quatro rotas fora do eixo Rio-São Paulo: Lima-Brasília, Santiago-Porto Alegre, Santiago-Belo Horizonte e Santiago-Florianópolis. Adicionalmente, começou a voar para o Brasil via Santiago a partir de Melbourne (Austrália) e via Lima a partir de Atlanta (EUA), Havana (Cuba), Caracas (Venezuela) e Aruba. Em 2023, a LATAM também celebrou o primeiro aniversário da sua Joint Venture com a Delta Air Lines, que aumentou em 75% a capacidade combinada das empresas e já consolidou para os clientes uma rede de mais de 300 destinos entre a América do Sul e a América do Norte, incluindo rotas inéditas na história da LATAM, como São Paulo-Los Angeles. Como resultado, alcançou a liderança em participação do mercado Brasil-EUA em voos operados de agosto a outubro deste ano, segundo a ANAC.

3. MAIS VOOS CARGUEIROS: Nas operações cargueiras, a LATAM Cargo deu início à operação de três novas rotas no Brasil em 2023: Miami-São José dos Campos, Miami-Brasília e Amsterdã-Curitiba. Também ampliou de 2 para 3 voos semanais a rota Miami-Florianópolis. A LATAM Cargo encerra 2023 com 20 aeronaves dedicadas especialmente ao transporte de cargas (modelos Boeing 767-300F e BCF) e líder do transporte internacional de cargas aéreas do Brasil, segundo a ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil)*.
 

4. 15 NOVOS AVIÕES MAIS EFICIENTES: Um dos fatores que permitem à LATAM abrir voos é o fato de ter recebido direto de fábrica em 2023 um total de 15 novas aeronaves para a sua operação brasileira. Ao todo, foram 7 Airbus A321neo e 8 A320neo. Somente em dezembro, foram 8 aeronaves recebidas. Em comparação com o modelo anterior, a família Airbus A320neo é 20% mais eficiente no consumo de combustível, emite 20% menos de CO2 e produz 50% menos ruído em comparação com os modelos anteriores do fabricante. Para fechar o ano, o grupo LATAM ainda fez um pedido à Boeing de mais cinco aeronaves 787-9, o que manterá a empresa com a maior frota de Dreamliners da América do Sul. 

5. MAIS SUSTENTABILIDADE: Além da modernização da frota, com aeronaves que consomem 20% menos combustível, a LATAM em parceria com a Airbus apoia um estudo do MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts) para apresentar modelos de política pública para desenvolvimento do SAF (Combustível Sustentável de Aviação). Com participação ativa na COP28, a companhia assinou acordo de intenções para compensar 400 mil toneladas de CO2 e proteger 22 mil hectares da Amazônia e Cerrado do Brasil nos próximos 10 anos. No pilar de Economia Circular, a LATAM eliminou 96% dos plásticos de uso único da sua operação. Para completar, lançou o Recicle Sua Viagem, projeto que recicla por ano mais de 180 toneladas de garrafas plásticas consumidas em voos domésticos no Brasil. E também completou a reutilização de 30 toneladas de uniformes e outros tecidos usados, beneficiando socialmente 3 mil mulheres brasileiras em projetos de moda sustentável. Como consequência, a LATAM foi eleita pela ANAC a empresa aérea mais sustentável do Brasil em 2023.
 

6. MAIS VALOR COMPARTILHADO: Em 2023, o programa Avião Solidário da LATAM concedeu no Brasil cerca de mil passagens para ONGs parceiras, transportou 60 animais para conservação das espécies ameaçadas de extinção, além de 78 toneladas de cargas emergenciais para apoiar o enfrentamento das catástrofes em Recife e no Litoral Paulista, na crise humanitária dos Yanomamis e no socorro aos botos do Amazonas, além de outras iniciativas.

7. MAIS BRASILIDADE E NOVOS PRODUTOS: A LATAM se aproximou mais dos brasileiros em 2023. Exemplo disso foi o programa Sabor à Brasileira, que a cada três meses dá voz a uma chef de uma região do País para assinar o prato principal do cardápio de voos internacionais de longa duração que decolam do Brasil. Nos voos domésticos, passou a servir snacks com a cara do Brasil. E para os clientes mais fiéis cadastrados no LATAM Pass, começou a oferecer o acúmulo de pontos em dobro nas viagens Brasil-EUA, a opção de resgate com pontos mais dinheiro, além de um serviço inédito na América do Sul para embarque de clientes LATAM Pass Black Signature com veículos totalmente elétricos Audi e-tron. Como resultado, a LATAM foi reconhecida no Prêmio APEX, no WTA (World Travel Awards) e no SKYTRAX.

8. MAIS OPORTUNIDADES E INCLUSÃO: A LATAM encerra 2023 com quase 3 mil contratações no Brasil em áreas como Aeroportos, Cargas, Manutenção, Tripulação, entre outras. A companhia avançou em diversidade para melhor representar a sociedade brasileira em seu quadro, ampliando significativamente a contratação de pessoas plurais, com foco em mulheres, pessoas negras, LGBTQIA+ e Pessoas com Deficiência (PcD). Em 2023, a LATAM se tornou a primeira aérea do País a contar com 5% de PcD em seu quadro de funcionários.

9. MAIS INOVAÇÃO E TECNOLOGIA: Uma série de projetos do LATAM Labs, núcleo de inovação permanente do grupo LATAM, foram colocados em prática em 2023, como o uso pioneiro de IA em aeroportos para melhorar a qualidade dos serviços, e a instalação de câmeras inteligentes no aeroporto de São Paulo/Guarulhos para medir em tempo real a pontualidade e a eficiência das operações em solo das aeronaves. A LATAM ainda foi destaque na categoria “Diversidade e Inclusão” no XXIII Prêmio ABT, graças a sua Central Online de Intérpretes de Libras, que já alcançou a marca de 16 mil atendimentos no Brasil. O núcleo de inovação da LATAM também entrou no Ranking 100 Open Startups 2023, como a número 1 na categoria Viagens e Turismo 2023; e recebeu ainda pelo segundo ano consecutivo o reconhecimento Colaborar Para Inovar, do Inovabra (hub de inovação do Bradesco).

*Considera a soma da operação de todas as afiliadas do grupo LATAM com atuação no Brasil: LATAM Brasil, LATAM Chile, LATAM Peru, LATAM Cargo e ABSA.

, , ,

Receba os posts do site em seu e-mail!

Quando uma matéria for publicada, você fica sabendo na hora.