ANTT concede nova autorização para a Transportadora Turística Natal e outras 19 empresas

Ao todo foram 20 novas empresas autorizadas a operar no regime de fretamento pela Agência Nacional.
Image

A ANTT – Agência Nacional de Transportes Terrestres, através das Decisão SUPAS n° 55, de 23 de janeiro de 2023 e publicadas na edição desta quinta-feira (25), do Diário Oficial da União, concedeu autorização para operação de 20 novas empresas no serviço de transporte rodoviário coletivo interestadual e internacional de passageiros realizado em regime de fretamento, entre elas o TAF nº 008539 para o CNPJ nº 51.777.411/0001-29 – NATAL TRANSPORTES LTDA, de mesma propriedade da Transportadora Turística Natal, sediada em Mogi das Cruzes (SP).

Leia as decisões na íntegra abaixo e a relação de empresas que receberam o TAF:

DECISÃO SUPAS Nº 55, DE 23 DE JANEIRO DE 2024

O Superintendente de Serviços de Transporte Rodoviário de Passageiros Substituto da Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT, no uso de suas atribuições, em conformidade com o art. 3º e o inciso XII do art. 8º, ambos do Anexo da Resolução nº 5.818, de 3 de maio de 2018, e considerando o que consta no processo nº 50500.016460/2024-72, decide:

Art. 1º Autorizar as empresas relacionadas no Anexo desta Decisão para a prestação do serviço de transporte rodoviário coletivo interestadual e internacional de passageiros realizado em regime de fretamento.

Art. 2º As autorizatárias deverão observar as condições previstas na Resolução ANTT nº 4.777, de 6 de julho de 2015, e demais normativos relacionados à prestação dos serviços de transporte rodoviário coletivo interestadual e internacional de passageiros realizado em regime de fretamento.

Art. 3º A não observância do art. 9º da Resolução ANTT nº 4.777, de 2015, implica renúncia da autorização delegada pela ANTT.

Art. 4º Será declarada a nulidade do Termo de Autorização, quando verificada a ilegalidade do ato, impedindo os efeitos jurídicos que ordinariamente deveriam produzir, além de desconstituir os já produzidos, respeitados o princípio da ampla defesa e do contraditório.

Art. 5º A autorização poderá ser extinta mediante cassação, em caso de perda das condições indispensáveis ao cumprimento do objeto da autorização ou infração grave, apuradas em processo regular instaurado conforme disposto em resolução.

Art. 6º A não observância do disposto nesta Decisão implicará a aplicação das sanções previstas em resolução específica.

Art. 7º Será disponibilizado às autorizatárias o acesso ao sistema para a emissão das licenças de viagem a partir da data de publicação desta Decisão.

Art. 8º Esta Decisão entra em vigor na data de sua publicação.

image 25

ANDERSON LOUSAN DO NASCIMENTO POUBEL

Imagens: Divulgação/Natal Turismo

, , , , , , , , , , , ,

Receba os posts do site em seu e-mail!

Quando uma matéria for publicada, você fica sabendo na hora.